Pages

sexta-feira, 18 de setembro de 2015

Vida de Concurseira!

ATENÇÃO! O POST FICOU GRANDE.

Falando um pouco mais sobre a minha mudança de planos profissionais, creio que seja necessário falar um pouco sobre como isso aconteceu né! O momento em que ascendeu a lâmpada na minha cabeça rs e resolvi mudar.

Em 2014, eu, ainda como estudante de direito, fazia estágio no escritório de uma empresa e decidi junto com o apoio de um amigo me embrenhar pelos concursos jurídicos. Na época ele me ajudou muito com material e video aulas. Fizemos o concurso pra Defensoria Pública do RJ e estávamos estudando para o Tribunal de Justiça, quando ele que tinha pedido baixa na Marinha por passar no concurso da Guarda Municipal, resolveu fazer o concurso para soldado combatente no Corpo de Bombeiros do RJ. Como estávamos sempre discutindo acerca de concursos ele me pentelhou literalmente para que eu fizesse a prova que era só de português e matemática básica a nível médio (bem tranquila por sinal) resolvi me inscrever.

Na época, eu fiz a inscrição no último dia do prazo de inscrição e depois disso procurei saber mais sobre a profissão e me senti supermotivada pra fazer. Eu tinha pouco tempo para estudar porque meu estágio era de seis horas e eu ainda fazia a faculdade, enfim uma correria total! Como eu já tinha mais de um ano de estágio, estava com férias vencidas e tirei 15 dias antes do concurso para os estudos. Gente, nesse período eu nem saia de casa...fiquei estudando direto! Tinha dias que eu dobrava, ficando 48 hs sem dormir, porque fazendo as provas anteriores eu sentia que aquele era o meu concurso. 

A escala de trabalho era 24/72 hs, eu teria tempo pra me dedicar a outras coisas e ainda não falei por aqui, mas eu moro com os meus pais e tenho uma filha de 5 aninhos. Enfim eu passei a desejar aquilo mais que tudo. Para mim era como meu passaporte para liberdade, pois muitas coisas não muito legais aconteceram na minha vida (inclusive os motivos que me fizeram largar o blog)  e quero ter minha independência e a minha casa. Creio que depois que crescemos isso é o natural!

O resultado de toda essa correria foi que passei na prova. Meu amigo infelizmente não foi tão bem e não se classificou e ainda ficou me devendo a pizza até hoje rs. 

Porém como nem tudo eram flores... Os concursos militares exigem TAF- Teste de Aptidão Física, que inclusive é etapa eliminatória do concurso. Essa etapa era composta de: 
  • corrida de 2400 m em 13 min;
  • tiro de 100 m em 17 s;
  • nadar 50 m em 65 s;
  • 3 subidas na barra fixa;
  • 30 abdominais em 1 min.
Eu fui convocada para o TAF mas não havia treinado muito, vez que como eu tinha uma rotina muito corrida. Trabalhava no Centro, morando na Baixada, chegava tarde por causa da faculdade e quem faz direito sabe que é uma profissão muito burocrática e o trabalho é sedentário. 

Matei vários dias no estágio, pois a minha chefe não gostou que houvesse sido aprovada no concurso e tive que treinar muito em cima da hora porque do resultado da prova escrita para a prova física foram 15 dias. Eu consegui passar em todas as modalidades exceto a barra fixa. 

E assim veio a maior decepção da minha vida. Fui aprovada num concurso onde houveram 120 mil candidatos para 400 vagas e não entrei porque não conseguia fazer uma barra. Chorei semanas e quando voltei pro estágio não tinha mais vontade nenhuma de continuar lá, ainda mais depois do clima tenso de saber que a minha chefe era contra os meus estudos e não deixava esperanças que eu fosse efetivada na empresa.

Não tinha ânimo para voltar pra faculdade e me vi incrivelmente apaixonada pelo trabalho dos bombeiros. Saí do estágio, resolvi sair da faculdade e me preparar para o Concurso de Formação de Oficiais que e cá estou eu estudando. Vou fazer o 2º agora em setembro. Já fiz e melhorei meu conceito. Agora é se preparar para provas específicas, então continuo estudando.

E bom, isso é um pouco mais de mim e posso dizer que sem o apoio da minha família eu nada seria! Essa semana retorno aos meus treinos físicos o que é ótimo pra exterminar aquela celulite resistente rsrs.

Bjos e tenham um ótimo fim de semana!

Um comentário:

  1. Devo dizer que, como boa sedentária que sou, só de ler isso tudo (principalmente a parte dos treinos físicos) me deu uma preguiça absurda hahahaha
    Te admiro muito por ter essa determinação toda e por querer se aventurar por uma profissão tão arriscada quanto é a dos bombeiros =D
    Vou ficar torcendo pra dar tudo certo e você passar em tudinho desa vez!

    ResponderExcluir